TEL.: (11) 25247955 - (11) 25222874

Seja bem vindo!

Institucional

A mais de 25 anos no mercado, mariataniguchi.com.br entrega aos seus clientes e amigos qualidade em seus produtos e agilidade no atendimento.
Seja para personalizar a lembranca da festa de sua paroquia, encontrar os mais lindos tercos de pedra ou a medalha com a estampa santo protetor, estaremos a disposicao.

 

 

Nosso atendimento é de segunda a sexta feira, das 9h às 17h. 

Se preferir faça seu pedido pelo nosso televendas: (11) 2522-2874 - (11) 2524-7955.

 

Leia mais...

Destaque

Santo do Dia

Dolores Baldi

Ser missionária era seu sonho. E este sonho ela o realizou no Brasil. Em outubro de 1931 deixou a Itália e veio viver a aventura missionária em nosso país. Quero lhes falar de Irmã Dolores Baldi, primeira missionária da Congregação das Irmãs Paulinas.Ela não era, nem é ainda muito conhecida, contudo foi o instrumento dócil e forte na mãos de Deus e a mola propulsora que fez acontecer, no Brasil, a Instituição e todas as obras das Irmãs Paulinas. A Congregação das Irmãs Paulinas foi fundada pelo Padre Tiago Alberione com a colaboração de Irmã Tecla Merlo, em 1915, na Itália e teve, no Brasil, sua primeira expansão no exterior. E Irmã Dolores Baldi foi a escolhida.Quem foi Irmã Dolores Baldi? Ela mesma nos conta sua história: Não conheci minha mãe. Ela morreu dois meses depois de me haver dado a luz. Fui confiada aos cuidados de uma ama que me amamentou, de meu pai e de minha irmã mais velha, então, com 15 anos. Éramos cinco irmãos: três mulheres e dois homens.Cresci num ambiente familiar unido, cristão, sereno e alegre. Aos 12 anos, porém, após breve tempo de doença, meu pai faleceu e logo depois, minha irmã, vítima de uma epidemia. E como minha outra irmã já havia se casado coube a mim os deveres de uma dona-de-casa: comprar, vender e cuidar de meus dois irmãos. Aos quatorze anos comecei a sentir o desejo de ser missionária, para dedicar-me à catequese. Aos 17 anos esse apelo se tornou mais forte. Falei com meu pároco e ele me aconselhou a pensar melhor e entregar o meu futuro nas mãos de Deus. Ele saberia abrir-me o caminho missionário. Com o casamento de meu irmão pensei que estivesse livre, mas com a morte prematura de minha cunhada tive que cuidar de meus dois sobrinhos pequenos.Após um ano, a convite de meu pároco, participei de um retiro orientado pelo Padre Tiago Alberione. Entusiasmei-me com a espiritualidade e missão da Família Paulina, conversei com Padre Alberione que me aconselhou a entrar na Congregação, ainda não aprovada, mas já em plena atividade. Ingressei, sempre, porém, com o desejo de ir às missões. Esperançosa de um dia ser missionária, como me prometiam, comecei o noviciado. E antes mesmo de professar os votos religiosos, a Superiora me chamou e disse que o Fundador havia me destinado para a missão no Brasil. Apesar de algumas preocupações, vibrei de alegria. Tinha, então, 21 anos. Comigo iriam uma irmã das Discípulas do Divino Mestre e um seminarista dos paulinos. No dia 06 de outubro de 1931, diante dos Fundadores e de minha formadora, pronunciei a fórmula da profissão religiosa prometendo, com a ajuda divina, entregar-me a Deus e à missão conforme o carisma Paulino. Foi então que recebi o nome de Dolores, pois, o meu nome de batismo era Tersila. Entregando-me o livro do Evangelho, um crucifixo e um terço, o Fundador deu-me as últimas recomendações: "Nossa Senhora das Dores, ao pé da cruz, colaborou para a salvação de todas as pessoas. Santifica-te e os brasileiros se santificarão. O Arcebispo de São Paulo não quer as Paulinas. Vocês fiquem escondidas por algum tempo, vistam-se de branco ou de vermelho - isso não tem importância - e esperem". Este foi o início de uma caminhada de mais de 70 anos no Brasil vivendo e partilhando na Igreja local uma evangelização inculturada a serviço do Evangelho e com os meios de comunicação social. Em 1966, quando a Congregação das Irmãs Paulinas no Brasil já contava com duas centenas de membros, muitas obras iniciadas, muitas casas construídas, Irmã Dolores foi chamada para a Itália e mais tarde para Portugal, deixando em todos os lugares sua marca de missionária exemplar.Em 1976, a pedido das Irmãs brasileiras, ela voltou ao Brasil, dedicando-se então, não mais à direção da província, mas à atividades comuns nas comunidades. Mais tarde transferiu-se para a casa das irmãs idosas dedicando-se a pequenas tarefas. Em todo lugar e sempre, Irmã Dolores foi exemplo de oração, entusiasmo apostólico, humildade e acolhimento. Sempre atenta, participava e alegrava-se com os progressos na missão. Por ocasião dos 60 anos de consagração a Deus, entre outras coisas dizia: Os Fundadores me entregaram o que tinham de mais precioso: o Evangelho, o crucifixo e o terço. Os fundamentos foram sólidos e minha tarefa era construir com simplicidade e aos poucos, com erros e falhas, mas sem desanimar, na obediência e com amor. A semente foi lançada no Brasil brotou e cresceu pela sua força íntima que é Deus.Após breves dias hospitalizada, com 89 anos, no dia 21 de julho de 1999, transferiu-se para a Casa do Pai Celeste a fim de continuar intercedendo por nós e apostando na eficácia da missão de anunciar o Evangelho com os meios de comunicação social. Irmã Dolores tinha um carisma pessoal, uma personalidade forte e caráter marcante. Seu modo de ser e de viver traçou o estilo de vida e de missão de muitas pessoas. Abriu caminhos novos, com fé e coragem, para uma geração que viria mais tarde. Um dos centros da missão das Irmãs Paulinas traz com muita gratidão o nome de: "Casa Irmã Dolores Baldi". Ela está aí apontando para todos sua norma de vida missionária: "confiança absoluta em Deus e ir em frente com coragem".Ir. Maria Belém, FSP

Leia mais...

Coleção Fim de Ano

Chaveiro 3 Argolas Niquelado
Chaveiro Giratório Tipo Italiano Dourado
Chaveiro Giratório Tipo Italiano Niquelado
Chaveiro Courino, Chapinha Retangular C4 Com Foto
Chaveiro Cruz Bizantina Dourado E Esmaltado
Chaveiro Chapinha C4
Chaveiro Rosas
Chaveiro Kit Proteção
Cruz De São Bento Dourada E Esmaltada Grande
Escapulário Tipo Bentinho
Medalha Milagrosa 48mm Esmaltada
Medalha De São Bento 25mm Dourada E Esmaltada

Produtos em Destaque

Chaveiro 3 Argolas Niquelado
Chaveiro Giratório Tipo Italiano Dourado
Chaveiro Giratório Tipo Italiano Niquelado
Chaveiro Courino, Chapinha Retangular C4 Com Foto
Chaveiro Cruz Bizantina Dourado E Esmaltado
Chaveiro Chapinha C4
Chaveiro Rosas
Chaveiro Kit Proteção
Cruz De São Bento Dourada E Esmaltada Grande
Escapulário Tipo Bentinho
Medalha Milagrosa 48mm Esmaltada
Medalha De São Bento 25mm Dourada E Esmaltada